Rina Brasil

Selecione o pais

COMUNICADO À IMPRENSA - 16/12/2015

​​O RINA oferece orientações sobre o Gerenciamento de Águas de Lastro (Ballast Water Management)

A Sociedade Classificadora internacional RINA finalizou a revisão e atualizou suas instruções sobre o Protocolo de água de lastro (Ballast Water Convention) e aquisição, instalação, operação e certificação dos sistemas de tratamento de água de lastro. As orientações estão disponíveis para armadores, estaleiros e fabricantes de equipamentos como um Boletim Técnico.

Dino Cervetto, Diretor de serviços técnicos do RINA Services, afirma, «​O IMO Ballast Water Convention (Protocolo IMO de água de lastro) provavelmente entrará em vigor em 2016. Seguindo as recentes ratificações se a IMO confirmar que o ponto de gatilho foi atingido, a BWM Convention entrará em vigor em 24 de Novembro de 2016. Os armadores deverão estar mais cientes das principais mudanças iminentes ao regulamento de água de lastro e as orientações do RINA podem ajudá-los no assunto.

A BWM Convention introduz padrões desafiadores de descargas de águas de lastro. Em resposta a isto, uma série de tecnologias foram desenvolvidas e comercializadas por diferentes fabricantes. Estes sistemas devem ser testados e aprovados de acordo com as instruções IMO relevantes.

Em adição ao IMO, outros órgãos nacionais introduziram regulamentações em resposta Às preocupações nacionais. A mais influente de todas é a da Guarda Costeira Americana (USCG - United States Coast Guard), que estabeleceu ambos regulamentos e instruções psrs previnir a a introdução e expansão de espécies aquáticas incômodas em águas americanas.

Os requisitos dos Estados Unidos e da Convenção IMO BWM impoem desafios técnicos e operacionais aos armadores, estaleiros e fabricantes de equipamentos.

O Boletim Técnico do RINA «​Ballast Water Convention and Ballast Water Treatment Systems Guidance on procurement, installation, operation and certification» (Protocolo de água de lastro e instruções de aquisição, instalação, operação e certificação dos sistemas de tratamento de água de lastro) oferecem uma visão geraldos requisitos da Convenção BWM e dos Estados Unidos, e fornece informações detalhadas sobre as datas de implementação de ambos, levando em consideração a interpretação oficial do USCG e seus esclarecimentos. Uma extensa parte do Boletim orienta armadores e operadores na preparação da implementação, incluindo o que deve ser considerados na seleção, aquisição e instalação de sistemas de tratamento de água de lastro de forma a garantir a conformidade com as regras e interpretações aplicáveis.

Para obter uma cópia das Orientações, escreva para maildino.cervetto@rina.org, ou contate o escritório RINA mais próximo.​